DICA ND

UM PORTUGUÊS NO MHAB! #GASTRO29/01/19

Caravela prova que a gastonomia da terrinha vai bem além do bacalhau

Nascido num condomínio em Casa Branca, em 2014, o Restaurante Caravela mudou-se pra cidade, há cerca de 1 ano e meio, e é daquelas opções ótimas para o almoço executivo e também para comilanças pessoais.

 

 
No comando está o português Cristóvão Laruça, arquiteto de formação que nasceu numa vila de pescadores a 15km de Lisboa e se considera um cozinheiro autodidata. Laruça se aventurou por diferentes áreas antes de se estabelecer na cozinha. Chegou ao Brasil como arquiteto, teve uma pousada em Salvador e fez mestrado na área de design e sustentabilidade, mas o amor pelas panelas o levou na direção da gastronomia.
 
O Caravela funciona no foyer do Museu Abílio Barreto - exatamente onde um dia se estabeleceu o inesquecível Café do Museu - e está rodeado de verde e de história.
 
Dedicado à comida portuguesa moderna, Laruça prova que a culinária lusitana vai muito além do bacalhau. Com alma atlântica, seu restaurante apresenta, como uma das especialidades, as Cataplanas, peculiares panelas portuguesas feitas de cobre em que são preparadas receitas típicas como polvo, camarão, bacalhau, bochechas de porco, entre outros.
 
 
De passagem por lá, abri os trabalhos com a trilogia de petiscos (com petiscos do dia), de prato principal escolhi o apetitoso “Polvo à Lagareiro” (com tentáculos nobres de polvo GG vindos de Portugal) e, pra fechar, as famosas "Farófias", que são uma versão tuga dos nossos "Ovos Nevados".
 
Serviço:
Restaurante Caravela
Onde: Av. Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim, Belo Horizonte
Contato: (31) 2531-3101 / 99585-5804
 
NATALIA DORNELLAS
FOTOS: VICTOR SCHWANER



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK