GASTRÔ

GOSTOSURAS MADE IN BAHIA #COMILANÇA19/05/17

Da série: difícil escolher um só!

Essa semana o ComilançaND teve uma séria dificuldade: escolher um prato pra mostrar por aqui. Por isso, nossa equipe juntamente com a fotógrafa Barbara Kaucher chegou a um consenso e decidiu mostrar um verdadeiro #foodporn, indo da entrada (aliás, das entradas!) às sobremesas do Alguidares. Por quê? Porque, estando lá, é impossível escolher um ou dois favoritos!

Fomos recebidos pela proprietária do restaurante – que se divide entre BH, Bahia e o mundo –, Deusa Prado, e começamos com uma das novidades da casa: a casquinha de bacalhau! Ela foi criada porque, logo depois do Carnaval, estava difícil achar siri com os fornecedores de confiança da chef. Então, no mote “Semana Santa/Quaresma”, ela decidiu testar a iguaria... E deu tão certo que agora ela figura permanentemente no cardápio!

Huuummmmm...!

 

Então, passamos para o tradicional – e sempre delicioso – camarão ao alho e óleo, que é tradição no menu da casa, e não pode faltar na mesa de quem passa por lá (a não ser que a pessoa seja muito alérgica!). Um detalhe: os camarões servidos pela equipe vinda diretamente da Bahia (sim, todos os funcionários são de lá) são hipoalergênicos. “Quando o camarão é pescado, ele libera uma espécie de veneno que fica na casca e causa alergia. O nosso é de cativeiro, portanto, não é pescado e não tem essa toxina, causando menos alergia”, explicou Deusa ao ND.

Já pode querer mais?!

 

Em seguida pedimos uma porção de isca de peixe com molho tártaro, que estava no ponto perfeito, tanto no quesito tempero quanto quando se tratava dos pedaços de peixe estarem sequinhos e suculentos.

Servidos?!

 

Acha que acabaram as entradas?! Pois está redondamente enganado! Como ir a um restaurante de comida baiana e não comer acarajé?! No nosso caso, eles vieram na versão mini, que é igualmente saborosa e ainda mais charmosa! A porção vem acompanhada de camarão seco – devidamente dessalgado –, tomate verde e vatapá.

Não são lindos os miniacarajés?!

 

Falando em camarões secos e vatapá, tivemos uma verdadeira aula com a proprietária, que pediu para trazerem três pacotes diferentes da cozinha: o camarão seco como ele vem, ele já hidratado, dessalgado e limpo – usado para fazer vatapá – e uma farinha de camarões secos processados com amendoim e castanha, utilizada para fazer uma farofa do tipo “dos deuses” que é servida com o nosso prato principal!

Farinha e camarões secos!

 

Encerrando a parte salgada da nossa visita, a moqueca de camarão era do tipo “must eat”, afinal de contas, estávamos no Alguidares, né?! Ela é servida em um vasilhame especial, chega à mesa ainda borbulhando... O tempero é incrível... Com bastante dendê, a quantidade certa de coentro... E não existe “amarração” quando se trata da quantidade de camarões. Todos que estavam à mesa tiveram uma porção farta do fruto do mar no prato – alguns mais de uma vez, inclusive!

Tá dando pra sentir o cheiro-delícia pela tela?!

 

Ah! Junto da moqueca, além do arroz branco, foi servido – também a nosso pedido para podermos experimentar a maior variedade de delícias – um arroz de polvo, que, além de lindo, é muito, mas muito gostoso!

Amor em forma de foto!

 

Finalizamos nossa noite com as já tradicionais cocadas, o “Doce de Puta” (doce de banana em calda) e o Negão, nosso queridinho, que é um bolo de chocolate inexplicavelmente puxento e delicioso que vem acompanhado por uma bola de sorvete de creme.

Quer qual? Ou todos?

 

Alguma dúvida de que experimentamos o melhor da Bahia?!

Serviço:

Alguidares – rua Pium-í, 1037, Sion

Instagram: @alguidares

Ah, Negão, seu delicioso...!

 

#baianidade

CECÍLIA BARBI (DA REDAÇÃO)

FOTOS BARBARA KAUCHER




COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS (1)


beatriz bernardes - 18/05/17


Já fui cliente deste restaurante e não volto mais. As duas ultimas vezes (hoje está ruim e voltei por causa das boas lembranças) estava tudo muito ruim, a moqueca tinha litros de caldo para alguns peixes e camarões boiando. Escrevi para o restaurante reclamando, não tive resposta e hoje confirmo que somente são bem servidos os clientes que o restaurante tem como preferenciais.





MENSAGEM




FACEBOOK