ND AMA

UM CAFEZINHO OU UM SUCO DE CAFÉ? #COOL16/02/18

De olho no universo cafeeiro, Marcelo Diogo descobre mais uma

Seguindo a onda dos cold brews (já falamos por aqui), começam a surgir os refrescantes sucos de café, como mais uma opção para os "cafeinaficcionados" espalhados pelo mundo. O suco é feito a partir da  polpa da fruta, geralmente descartada no processo 

Nos supermercados norte-americanos, está à venda o O.N.E. (One Natural Experience) Coffee Fruit Drink, iniciativa do mineiro Rodrigo Veloso, que mora por lá há três anos e comercializa sucos de frutas brasileiras, como água de coco e caju. De família de cafeicultores,  Rodrigo cresceu vendo de perto o plantio, colheita e consumo do café, e não se conformava com o descarte da fruta. Depois de muito estudo, constatou que a polpa possui propriedades nutricionais superiores ao grão, com vitamina C e polifenóis (um anti-oxidante que combate os radicais livres e desgastes do corpo causado pelo estresse), e desenvolveu a receita do suco, que pode ser apreciada mesmo por quem não gosta, pois a adição de pitanga e acerola dá um sabor adocicado e levemente cítrico.

Já o KonaRed é um café havaiano cultivado nas montanhas Hualalai e Mauna Loa, em solo vulcânico. Recentemente a marca lançou seu "joffee" (juice + coffee), que nada mais é que um extrato líquido do fruto do café misturado com água e concentrado de suco de abacaxi e maçã.

O Coffee Juice é o resultado de anos de pesquisa dos mesmo “inventores” da extração a frio do café, nos idos dos anos 1960, que, depois de uma joint venture, desenvolveram o produto com triplo extrato de café fermentado a frio. Ele é comercializado nas versões original, coco, baunilha e caramelo. A marca ainda oferece o Strother’s Brewed Cold 3X Extract, um puro e triplamente forte extrato de café, coado frio à mão, usando a receita original de 1964.

Nota Cafeinada

A Nestlé está trabalhando no desenvolvimento de uma espécie de café de liberação prolongada que manteria os bebedores cafeimizados durante todo o dia, e uma nova farinha feita a partir de grãos de café verde poderia ser usada para produzir produtos cozidos com antioxidantes e cafeína.

MARCELO DIOGO (COLAB ESPECIAL)

FOTOS REPRODUÇÃO



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK