OLHO NA CIDADE

TÁ TUDO BEM COM A PÇA DA LIBERDADE. OK?17/09/18

Nosso colunista Gabriel Azevedo tranquiliza a população sobre curso das obras

 A Praça da Liberdade é mesmo um dos lugares preferidos dos belo-horizontinos, que têm um carinho especial pela área, tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). Uma prova desse carinho é a preocupação que muita gente tem demonstrado com as obras de restauração da praça, que devem ser concluídas em novembro.

COLAGEM QUE CIRCULOU NO INSTRAGRAM, TRAZENDO TEMOR À POPULAÇÃO, NÃO PROCEDE


Na semana passada, fui procurado por moradores da capital, que manifestaram seu temor com uma possível retirada de árvores e o risco de descaracterização paisagística do monumento histórico e cultural. Disse a algumas dessas pessoas e repito aqui que as obras visam justamente requalificar o espaço e não interferirão no traçado original nem em sua arborização.

A Praça da Liberdade foi inaugurada em 1895, dois anos antes da inauguração de Belo Horizonte, embelezada na década de 1920 para receber os reis da Bélgica e passou por obras de requalificação pela última vez em 1991, ou seja, há quase 30 anos. O local estava em péssimas condições de conservação e a requalificação iniciada em julho segue todas as determinações dos técnicos do Iepha, extremamente rígido na proteção do patrimônio.

Um pouco do projeto da Prefeitura 


A preocupação com a descaracterização da arborização não procede. Podem ficar tranquilos. Será feita a requalificação dos jardins, com a instalação de um novo sistemas de irrigação. Todas as árvores e demais plantas existentes no local foram catalogadas, com identificação das espécies, tamanho e quantidade de cada uma. Ao fim da restauração, os jardins estarão de volta, sem supressão de espécies.

O projeto também prevê a restauração do coreto, da estátua ninfa, a substituição do piso na pista de caminhada e a instalação de placas de identificação dos monumentos. Os bancos e as lixeiras serão substituídos e toda a iluminação no entorno da praça será refeita. O Iepha é responsável pela fiscalização dos trabalhos. Se tudo correr como previsto e não houver nenhum imprevisto, teremos a Praça da Liberdade recuperada a tempo para a instalação da iluminação de fim de ano, uma tradição de BH.

GABRIEL AZEVEDO (COLLAB SUPER ESPECIAL) 

FOTOS: ANDREA MONTEIRO, DESENHOS (DIVULGAÇÃO) 



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK